Ed. New York Square Av. 136, 797

Ala B - Cj. 1105 – Setor Sul Goiânia - GO

Taping na Rinoplastia

A cirurgia de nariz, apesar de ser uma das mais minuciosas para os cirurgiões, é uma das mais tranquilas para o paciente.

O avanço das técnicas cirúrgicas tem garantido, cada vez mais conforto, mais precisão e melhores resultados na rinoplastia.

Assim também acontece com as técnicas utilizadas para o acompanhamento do paciente, no seu pós-operatório.

Além do curativo e das orientações a serem seguidas por quem acabou de realizar o sonho da rinoplastia, atualmente, os cirurgiões têm contado com a parceria e o apoio de profissionais e técnicas da fisioterapia para potencializar a recuperação, após a cirurgia. O taping é uma delas.

 

Continue a leitura deste artigo e entenda:

– O que é taping

– Seus benefícios

– Como é usado no pós-operatório de rinoplastia

 

O QUE É TAPING

 

Criado pelo quiropraxista japonês Kenzo Kaze, em 1970, o taping é uma bandagem elástica que é fixada na pele. A princípio, seu uso era direcionado ao tratamento de lesões musculares.

São fitas adesivas e contensivas em diferentes graus que, atualmente, também têm sido muito utilizadas no pós-operatório de cirurgias plásticas.

 

QUAIS SÃO SEUS BENEFÍCIOS?

 

As vantagens para os pacientes no pós-operatório são inúmeras, desde a preservação da mobilidade do corpo até a redução de eventuais chances de complicações após o procedimento cirúrgico.

Os benefícios da técnica incluem:

– Diminuir a dor

– Minimizar e controlar os edemas

– Diminuir a formação de hematomas

– Acelerar a cicatrização e recuperação do paciente

 

Para que os benefícios sejam completamente aproveitados pelo paciente, o taping deve ser manipulado por um profissional capacitado e experiente tanto na técnica, quanto nessa finalidade específica para seu uso. Isso porque é necessário que as bandagens tenham a tensão e tamanho adequados para a necessidade de cada paciente.

 

COMO É UTILIZADO NA RINOPLASTIA?

 

Aplicado por um fisioterapeuta, o taping pode ser utilizado no pós-operatório imediato aliado ou não a outras técnicas como o laser, por exemplo.

As bandagens são colocadas no rosto do paciente, diretamente na pele, ainda no hospital. Elas não provocam obstruções e são resistentes à água e ao suor.

A técnica no pós-operatório de rinoplastia tem mostrado eficácia no controle dos edemas e hematomas, além de tornar a recuperação ligeiramente mais rápida e mais confortável para o paciente.

 

 

É OBRIGATÓRIO PASSAR POR ESSA ETAPA, NO PÓS DE RINOPLASTIA?

 

Essa é uma escolha do paciente que deve ser feita mediante todas as explicações dadas pelo cirurgião, equipe e parceiros. Mas é preciso dizer que ela deve ser feita por um profissional qualificado, de preferência, que seja de confiança do médico que realizará sua cirurgia.

É claro que, em se tratando de rinoplastia, a recuperação é mais tranquila. No entanto, os benefícios do taping são reais e vale a pena pensar duas vezes em aliar técnicas como essa, na recuperação de uma cirurgia de nariz.

 

Converse com seu cirurgião e veja o que ele tem a dizer sobre as técnicas de fisioterapia, no pós-operatório de rinoplastia.

 

 

 

Dr. Ricardo Ferri – Otorrinolaringologista e Rinoplastia – CRMGO 9674 / RQE 4573

www.instagram.com/dr.ricardoferri

Compartilhe:

Dr Ferri

“A arte da rinoplastia não recai unicamente na maestria da técnica, mas também, e sobretudo, na habilidade de compreender os objetivos e as motivações de cada paciente.” – Dr. Ricardo Ferri

Saiba mais

Leia sobre

Assine nossa newsletter

    Receba novidades sobre o segmento e seja notificado sobre novidades. Não se preocupe, não enviaremos nenhum Spam.

    Entre em contato








      ricardoferri@ricardoferri.com.br

       

      +55 11 62 3924 1300     +55 11 9 8179 2388

       

      Ed. New York Square Av. 136, 797 – Ala B – Cj.

      1105 – Setor Sul Goiânia – GO – CEP 74093-250

      Copyright 2022 - DR Ricardo Ferri – Todos os direitos reservados