Ed. New York Square Av. 136, 797

Ala B - Cj. 1105 – Setor Sul Goiânia - GO

Equipe Cirúrgica de Rinoplastia – Quem faz parte?

 

Se você acompanha o blog, já sabe quais são as principais dicas antes de escolher o cirurgião responsável pela sua rinoplastia. No entanto – apesar de ser o principal responsável pelo paciente antes, durante e após a cirurgia –o médico não trabalha sozinho. Um grande time, escalado por ele, trabalha em conjunto para garantir a qualidade e, sobretudo, a segurança da cirurgia.

 

Essa equipe é de total responsabilidade e comando do cirurgião. É ele quem coordena todos os profissionais envolvidos no procedimento, cada um com sua função e obrigação. Assim como em uma orquestra, esses profissionais precisam confiar uns nos outros, e ter todo o planejamento da cirurgia meticulosamente preparado antes de dar início ao procedimento.

 

Mas quem são esses profissionais?

 

Em uma equipe cirúrgica estão presentes, além do cirurgião principal e seu auxiliar, o médico anestesista, o instrumentador cirúrgico, o enfermeiro chefe e o circulante. Dependendo da complexidade do procedimento, essa equipe pode e deve ser aumentada. Afinal, a principal preocupação deve ser otimizar o tempo do paciente dentro do centro cirúrgico e minimizar os riscos envolvidos no procedimento.

 

Sabemos da ansiedade que antecede toda cirurgia. Por isso, quanto mais bem informado o paciente estiver, maior a confiança para o grande dia. Pensando nisso, preparamos um breve resumo sobre a atuação de cada profissional no centro cirúrgico.

 

EQUIPE MÉDICA

 

Cirurgião: quem planeja e executa o ato cirúrgico. Também coordena a equipe ao redor.

 

Cirurgião Assistente: auxilia o cirurgião e, caso necessário, o substitui. Em casos de cirurgias de grande porte, a presença de um segundo assistente pode ser solicitada.

 

Anestesista: avalia o paciente no pré-operatório, planeja, executa e monitora o ato anestésico durante o procedimento cirúrgico. Também é responsabilidade do anestesista assistir o paciente na sala de recuperação pós-anestésica.

 

EQUIPE DE ENFERMAGEM

 

Instrumentador: é responsabilidade desse profissional verificar e organizar os materiais e equipamentos necessários para a cirurgia, preparando a mesa com os instrumentais e demais itens a serem utilizados. Deve estar atento ao tempo cirúrgico, uma vez que é sua função fornecer os materiais ao assistente, durante o procedimento, bem como retirá-los do campo operatório.

 

Enfermeiro(a): eles podem estar envolvidos não só no momento da cirurgia, mas também nos períodos pré e pós operatórios. No momento em que o paciente se encontra no centro cirúrgico (Intra-operatório), esse profissional tem a responsabilidade de gerenciar o manuseio, manutenção e de prestar assistência aos demais envolvidos no procedimento.

 

Circulante de sala: normalmente quem assume essa função é o técnico de enfermagem, que deve estar preparado e capacitado para atender diretamente as solicitações da equipe médica, bem como posicionamento adequado do paciente, verificação e controle dos equipamentos e detalhes exigidos pela cirurgia.

 

 

OUTRAS EQUIPES

 

Uma boa equipe não se resume apenas ao momento da cirurgia, mas também à administração do centro cirúrgico e a sua posterior organização. Dessa forma, também é necessário ressaltar a importância das equipes administrativas e de higiene.

 

Gerente do Centro Cirúrgico: registra pedidos cirúrgicos e prepara o programa de cirurgia para serem posteriormente encaminhados às unidades de internação.

 

Serviço de Limpeza: mantém o centro cirúrgico limpo e organizado de acordo com as normas estabelecidas pelas comissões de controle de infecção hospitalar, garantindo em maior grau a segurança do paciente que adentrará ao centro cirúrgico para a realização do procedimento agendado.

 

 

Não há este ou aquele profissional que mereça maior reconhecimento. A grande verdade é que quanto mais tempo trabalhando juntos, mais sintonia se tem, facilitando assim a conexão e o empenho, prezando sempre pela segurança e pela qualidade do serviço oferecido, dentro e fora do centro cirúrgico, a todos os envolvidos.

 

Dr. Ricardo Ferri – Otorrinolaringologista e Rinoplastia – CRMGO 9674 / RQE 4573

Compartilhe:

Dr Ferri

“A arte da rinoplastia não recai unicamente na maestria da técnica, mas também, e sobretudo, na habilidade de compreender os objetivos e as motivações de cada paciente.” – Dr. Ricardo Ferri

Saiba mais

Leia sobre

Assine nossa newsletter

    Receba novidades sobre o segmento e seja notificado sobre novidades. Não se preocupe, não enviaremos nenhum Spam.

    Entre em contato








      ricardoferri@ricardoferri.com.br

       

      +55 11 62 3924 1300     +55 11 9 8179 2388

       

      Ed. New York Square Av. 136, 797 – Ala B – Cj.

      1105 – Setor Sul Goiânia – GO – CEP 74093-250

      Copyright 2022 - DR Ricardo Ferri – Todos os direitos reservados