Ed. New York Square Av. 136, 797

Ala B - Cj. 1105 – Setor Sul Goiânia - GO

As possibilidades da Rinoplastia – Parte 1

 

 

Se você acompanha nossos artigos e nossas redes sociais já sabe que a Rinoplastia é a cirurgia indicada para quem se sente incomodado com alguma questão estética ou funcional da estrutura nasal.

A partir dessa semana, buscaremos nos aprofundar nas possibilidades que a cirurgia oferece, explicando quais os manejos necessários, durante o procedimento, para que o objetivo principal seja alcançado.

A cada semana, traremos quatro possiblidades.

No artigo de hoje, vamos nos debruçar sobre as técnicas utilizadas para a alteração da ponta nasal. As principais demandas são pelo aumento ou pela diminuição da projeção do nariz. Outra necessidade frequente de alguns pacientes é a correção do ângulo entre o nariz e a boca, chamado de ângulo naso-labial.

 

DESPROJEÇÃO

Essa técnica é voltada para narizes mais longos e altos, que possuem a ponta alongada e grande. O objetivo é auxiliar na diminuição do nariz.

Nesses casos, para a redução de volume das cartilagens, o cirurgião precisará fazer a ressecção das cartilagens da ponta nasal, associando às suturas.

PROJEÇÃO

Esse é um dos manejos mais comuns realizados na Rinoplastia, voltado para narizes com pontas baixas, curtas ou pequenas. O objetivo dessa técnica é elevar e melhorar o desenho da ponta nasal.

Para projetar um nariz, o cirurgião quase sempre precisa de enxertos, e as suturas são mais uma vez associadas no procedimento.

 

CONTRA-ROTAÇÃO

Técnica indicada para narizes curtos, com as narinas mais aparentes. O manejo nada mais é do que rotacionar a ponta nasal para baixo, com o intuito de alongar o nariz, destacando o seu dorso e  melhorando o aspecto das narinas.

Para isso, o cirurgião utilizará principalmente as suturas e, em alguns casos, necessita também dos enxertos.

 

ROTAÇÃO ASCENDENTE

A rotação ascendente é um dos manejos mais utilizados, na Rinoplastia.

Ao contrário da contra-rotação, essa técnica visa melhorar o aspecto dos narizes que possuem a ponta baixa. Nesses casos, as suturas e os enxertos são necessários para que o objetivo seja alcançado.

 

É possível perceber que em todas as técnicas voltadas para a melhora do aspecto da ponta nasal as suturas se fazem necessárias. Há casos em que apenas elas conseguem solucionar a queixa do paciente, no entanto, os enxertos – que podem ser retirados do próprio nariz, da orelha ou da costela do paciente – podem ser associados ao procedimento.

 

É importante ressaltar que a ponta nasal é uma das partes do nariz que mais influenciam no seu aspecto. Isso quer dizer que em praticamente todas as Rinoplastias, o manejo de ponta se faz necessário, principalmente quando a projeção nasal é um dos objetivos da cirurgia.

 

É responsabilidade do seu cirurgião explicar como essas técnicas influenciarão na mudança do aspecto da estrutura nasal, levando em consideração a avaliação funcional e de proporcionalidade, realizadas ainda na primeira consulta.

 

Encontrar um cirurgião experiente e habilitado é de fundamental importância para a sua segurança e saúde, afinal de contas, uma má condução da técnica em qualquer parte da estrutura nasal pode comprometer não só a estética, mas também a funcionalidade.

 

Saiba como encontrar um cirurgião, clicando aqui.

 

Dr. Ricardo Ferri – Otorrinolaringologista e Rinoplastia – CRMGO 9674 / RQE 4573

www.instagram.com/dr.ricardoferri

Compartilhe:

Dr Ferri

“A arte da rinoplastia não recai unicamente na maestria da técnica, mas também, e sobretudo, na habilidade de compreender os objetivos e as motivações de cada paciente.” – Dr. Ricardo Ferri

Saiba mais

Leia sobre

Assine nossa newsletter

    Receba novidades sobre o segmento e seja notificado sobre novidades. Não se preocupe, não enviaremos nenhum Spam.

    Entre em contato








      ricardoferri@ricardoferri.com.br

       

      +55 11 62 3924 1300     +55 11 9 8179 2388

       

      Ed. New York Square Av. 136, 797 – Ala B – Cj.

      1105 – Setor Sul Goiânia – GO – CEP 74093-250

      Copyright 2022 - DR Ricardo Ferri – Todos os direitos reservados