Ed. New York Square Av. 136, 797

Ala B - Cj. 1105 – Setor Sul Goiânia - GO

Análise de Caso – Rinoplastia para nariz de ponta larga, bulbosa e de pele grossa

A ponta nasal é uma das regiões que mais geram incômodos nos pacientes.

No artigo de hoje você verá como foi feita a cirurgia em um nariz de ponta bulbosa, base larga e com pele grossa.

 

PONTA NASAL

 

Formada, basicamente, por glândulas sebáceas, pele e união das cartilagens alares, a ponta nasal é uma das estruturas mais delicadas do nariz.

Em praticamente todas as rinoplastias a ponta nasal sofre alterações. Isso porque ela exerce grande influência no formato do nariz e na feição do paciente.

Ela recebe a maior parte da atenção do cirurgião porque está diretamente ligada às proporções nasais como:

  • Comprimento nasal
  • Largura da base alar
  • Comprimento da base nasal
  • Angulação naso-labial

As desproporções da ponta nasal podem ser motivo de queixa secundária ou, em alguns casos, da queixa principal do paciente, como no caso que você verá a seguir.

 

A AVALIAÇÃO DA PACIENTE

 

A paciente foi avaliada de acordo com os protocolos indicados para a primeira consulta.

Queixa principal: ponta bulbosa e base larga.

 

Através da avaliação física e de fotos, na primeira consulta, foi constatada a queixa da paciente. O exame também indicou que se tratava de pele grossa.

O planejamento cirúrgico foi construído com base na queixa da paciente, sendo que a previsibilidade do uso da costela para a reestruturação nasal era baixa, já que o nariz era grande e o septo parecia resistente o suficiente para ser utilizado na cirurgia.

 

A CIRURGIA

 

Tipo de rinoplastia: rinoplastia primária para refinamento de ponta, diminuição da largura da base em nariz de pele grossa.

 

Tempo de cirurgia: três horas e meia.

Tipo de anestesia: Geral

Manejos utilizados:

  • Redução de volume de ponta e de largura de base com ressecções, suturas e uso de enxerto de cartilagem septal.

 

Como apontava o planejamento cirúrgico, o septo nasal tinha tamanho e resistência suficiente para ser utilizado na alteração da ponta. O fato da paciente ter pele grossa aumentou a atenção, durante a cirurgia, para que a sustentação da ponta e seu novo formato não fossem prejudicados.

 

EVOLUÇÃO E RESULTADO

Durante o pós-operatório, foi prescrito o uso de 20mg de isotretinoína diariamente pelo período de 4 meses, para melhorar a espessura da pele.

A evolução foi rápida e, com 5 meses de cirurgia, o nariz já se encontrava desinchado e com a ponta firme e bem estruturada e o resultado final já estava bem próximo.

 

ATENÇÃO!

Os casos relatados nessa série de artigos são ilustrativos, com o intuito de facilitar o entendimento das técnicas utilizadas, buscando o resultado pretendido.

É importante dizer que cada caso é único, assim como a rinoplastia realizada e a evolução pós-operatória, dependendo, principalmente, do organismo de cada paciente.

 

Saiba como encontrar um bom cirurgião .

 

Dr. Ricardo Ferri – Otorrinolaringologista e Rinoplastia – CRMGO 9674 / RQE 4573

www.instagram.com/dr.ricardoferri

Compartilhe:

Dr Ferri

“A arte da rinoplastia não recai unicamente na maestria da técnica, mas também, e sobretudo, na habilidade de compreender os objetivos e as motivações de cada paciente.” – Dr. Ricardo Ferri

Saiba mais

Leia sobre

Assine nossa newsletter

    Receba novidades sobre o segmento e seja notificado sobre novidades. Não se preocupe, não enviaremos nenhum Spam.

    Entre em contato








      ricardoferri@ricardoferri.com.br

       

      +55 11 62 3924 1300     +55 11 9 8179 2388

       

      Ed. New York Square Av. 136, 797 – Ala B – Cj.

      1105 – Setor Sul Goiânia – GO – CEP 74093-250

      Copyright 2021 - DR Ricardo Ferri – Todos os direitos reservados