Ed. New York Square Av. 136, 797

Ala B - Cj. 1105 – Setor Sul Goiânia - GO

Fique atento a esses sinais no seu pós-operatório de Rinoplastia

De forma geral, o pós-operatório de rinoplastia é um dos mais tranquilos para o paciente.

Seguindo as orientações passadas pela equipe cirúrgica, dificilmente haverá grandes riscos ou complicações durante esse período.

No entanto, como cada organismo é único, é preciso estar atento a alguns sinais que indicam a necessidade de buscar ajuda médica.

 

Continue a leitura deste artigo e descubra quais são as principais complicações, o que elas representam e quais são os sinais que merecem sua atenção no pós-operatório de rinoplastia.

 

SANGRAMENTO

 

O sangramento do nariz após uma rinoplastia é considerado normal quando é de baixo volume e leva em torno de 24h pós-operatórias para cessar naturalmente.

Para cerca de 1% dos casos, geralmente relacionados a alguma doença coagulatória não diagnosticada previamente, esse sangramento pode ser mais volumoso.

Se após a retirada do curativo houver sangramento nasal sem causa traumática, é necessário avisar o cirurgião.

 

 

INCHAÇO

 

Os edemas relacionados à rinoplastia são completamente naturais. Inclusive, nos primeiros dias, são eles os responsáveis pela sensação de obstrução nasal.

Esse inchaço é absorvido pelo organismo gradativamente, durante os meses após a cirurgia.

Quando esse inchaço não diminui como esperado e, principalmente, quando há febre, prostração  e vermelhidão no local da cirurgia, o cirurgião precisa ser informado para avaliar a presença ou não de infecções – facilmente contornadas com ajuda de antibióticos e antiinflamatórios.

 

 

DOR

 

A dor relatada pelos pacientes que passaram por uma rinoplastia é mínima, sendo classificada por muitas vezes como um “leve incômodo”. No entanto, independentemente da resistência à dor, se esse incômodo aumenta nos primeiros dias após a cirurgia ou após a retirada do curativo, o médico responsável deve ser avisado.

A avaliação é necessária para descartar a hipótese de inflamações e infecções e, claro, diminuir o incômodo relatado pelo paciente com analgésicos mais fortes e outros medicamentos que se fizerem necessários.

 

DIFICULDADE RESPIRATÓRIA APÓS A REDUÇÃO DO EDEMA

 

Ainda com o splint nasal, logo após a cirurgia, é possível respirar pelo nariz.

Alguns pacientes relatam a sensação de obstrução nasal que costuma durar até 15 dias – período estimado de um inchaço mais intenso no local da cirurgia.

Se a dificuldade respiratória se mantém, mesmo após a absorção do edema, o cirurgião precisa ser avisado.

 

 

O fato de escolher um bom cirurgião  para a sua rinoplastia não envolve apenas a qualidade do resultado, mas também – e principalmente – sua saúde e condição respiratória, durante o processo de cicatrização e depois que o seu nariz se adequar ao novo formato.

Técnicas bem empregadas, feitas por quem tem experiência, aliadas a um bom acompanhamento pós-operatório, dificilmente resultam em complicações que precisem ser contornadas.

 

Dr. Ricardo Ferri – Otorrinolaringologista e Rinoplastia – CRMGO 9674 / RQE 4573

www.instagram.com/dr.ricardoferri

Compartilhe:

Dr Ferri

“A arte da rinoplastia não recai unicamente na maestria da técnica, mas também, e sobretudo, na habilidade de compreender os objetivos e as motivações de cada paciente.” – Dr. Ricardo Ferri

Saiba mais

Leia sobre

Assine nossa newsletter

    Receba novidades sobre o segmento e seja notificado sobre novidades. Não se preocupe, não enviaremos nenhum Spam.

    Entre em contato








      ricardoferri@ricardoferri.com.br

       

      +55 11 62 3924 1300     +55 11 9 8179 2388

       

      Ed. New York Square Av. 136, 797 – Ala B – Cj.

      1105 – Setor Sul Goiânia – GO – CEP 74093-250

      Copyright 2021 - DR Ricardo Ferri – Todos os direitos reservados