Ed. New York Square Av. 136, 797

Ala B - Cj. 1105 – Setor Sul Goiânia - GO

Rinoplastia Secundária – como é a recuperação?

Alguns pacientes voltam aos cirurgiões de rinoplastia para melhorarem os resultados obtidos em cirurgias anteriores.

A maior parte deles procuram resolver insatisfações ligadas a irregularidades e proporção ou questões funcionais.

Uma das principais dúvidas destes pacientes é quanto à recuperação da cirurgia.

 

Continue a leitura desse artigo e entenda todas as particularidades de uma Rinoplastia secundária e sua recuperação.

 

 

COMO É UMA RINOPLASTIA SECUNDÁRIA?

 

Por se tratar de uma segunda intervenção em uma mesma região, é possível dizer que a rinoplastia secundária é uma cirurgia mais complexa, o que exige que o cirurgião responsável pelo procedimento seja mais experiente no assunto.

 

A estrutura nasal já possui tecidos cicatrizados o que torna a alteração mais melindrosa do que em uma rinoplastia primária.

 

Uma rinoplastia secundária pode ser considerada mais radical, em virtude das alterações necessárias e das técnicas utilizadas, incluindo ressecções, osteotomias, rotações, suturas e enxertos de costela, utilizados, geralmente, para uma melhor estruturação do dorso nasal.

 

Os manejos na ponta são igualmente recorrentes em cirurgias dessa característica, principalmente se há necessidade de correção de funcionalidade ligada ao pinçamento das válvulas nasais.

 

É importante lembrar que, atualmente, as técnicas e equipamentos permitem amenizar os traumas causados na estrutura nasal durante a cirurgia, minimizando a formação de edemas e hematomas após o procedimento.

 

 

COMO É A RECUPERAÇÃO?

 

Ainda que uma rinoplastia secundária seja classificada como mais complexa, o pós-operatório não exige cuidados adicionais por parte do paciente e a recuperação continua diretamente ligada à resposta do organismo de cada um.

 

Obviamente, quanto mais traumas houver na região, mais esforço o corpo fará para se reestabelecer. No entanto, isso não implica em dizer que o pós de uma rinoplastia secundária é mais doloroso ou desconfortável.

 

O paciente deverá seguir as orientações do cirurgião e equipe quanto à:

– Posição para dormir

– Lavagens nasais

– Troca de curativo

– Exposição solar

– Esforço físico

– Compressas

– Drenagens e tapping

– Medicações

 

RESULTADOS NATURAIS

 

Outra grande dúvida dos candidatos a uma rinoplastia secundária é acerca do resultado.

 

A maior parte dos pacientes deseja um resultado natural. A boa notícia é que os cirurgiões também se preocupam com esse ponto e não medem esforços para que as alterações realizadas nessa estrutura respeitem os traços faciais e as características individuais dos pacientes.

 

Em relação ao tempo necessário para que o resultado final se apresente, é importante dizer que o processo continua sendo individualizado, sendo que com três meses de cirurgia, já é possível notar melhora funcional e um resultado no dorso, quando o paciente é visto de perfil.

 

O resultado final pode ser notado após oito meses de procedimento, quando os edemas da ponta são completamente absorvidos.

 

 

Dr. Ricardo Ferri – Otorrinolaringologista e Rinoplastia – CRMGO 9674 / RQE 4573

www.instagram.com/dr.ricardoferri

Compartilhe:

Dr Ferri

“A arte da rinoplastia não recai unicamente na maestria da técnica, mas também, e sobretudo, na habilidade de compreender os objetivos e as motivações de cada paciente.” – Dr. Ricardo Ferri

Saiba mais

Leia sobre

Assine nossa newsletter

    Receba novidades sobre o segmento e seja notificado sobre novidades. Não se preocupe, não enviaremos nenhum Spam.

    Entre em contato








      ricardoferri@ricardoferri.com.br

       

      +55 11 62 3924 1300     +55 11 9 8179 2388

       

      Ed. New York Square Av. 136, 797 – Ala B – Cj.

      1105 – Setor Sul Goiânia – GO – CEP 74093-250

      Copyright 2022 - DR Ricardo Ferri – Todos os direitos reservados