Ed. New York Square Av. 136, 797

Ala B - Cj. 1105 – Setor Sul Goiânia - GO

Válvulas Nasais e Rinoplastia – Todo cuidado é pouco

 

O nariz possui mecanismos que se encarregam de regular o volume e a velocidade do ar respirado. Essas estruturas são chamadas de válvulas nasais e, durante uma rinoplastia, os cirurgiões devem ter uma atenção redobrada para que não haja prejuízo nessa funcionalidade, após a alteração do formato nasal.

 

Continue a leitura desse artigo e descubra:

– O que são válvulas nasais e qual a sua importância

– Na rinoplastia, como essa região deve ser manipulada

– Cuidados necessários

 

 

VÁLVULAS NASAIS

 

 

Todo nariz possui dois tipos de mecanismos valvulares: o interno e o externo. Ambos são compostos por tecidos moles e cartilagens, e exercem pequenas contrações involuntárias que servem para regular o fluxo e a velocidade do ar que entra no nariz.

 

As válvulas nasais podem ser avaliadas por meio de de exames como a rinomanometria e exame endoscópico. Essas estruturas estão diretamente ligadas às queixas de obstrução nasal, quando apresentam insuficiência.

 

Sem sombra de dúvidas, essa é uma das estruturas mais importantes do seu nariz e, por isso, requer atenção ímpar por parte dos cirurgiões, durante a realização de alterações no formato nasal. Principalmente em pacientes que tenham desvio de septo, narizes caucasianos, de pele fina e que apresentem hipertrofia de ponta nasal, já que, nesses casos, a manipulação dessa estrutura é indispensável.

 

 

COMO AS VÁLVULAS NASAIS SÃO MANIPULADAS NA RINOPLASTIA

 

Quando falamos de uma rinoplastia primária, sem prejuízo das válvulas nasais, os cirurgiões modelam a ponta nasal por meio de suturas, optando pelo mínimo de ressecções e evitando alterações em excesso na ponta nasal. O objetivo é preservar ou até mesmo otimizar a funcionalidade nasal.

 

Já em casos de rinoplastias secundárias, esse cuidado deve ser redobrado, principalmente se o paciente apresenta queixas respiratórias. Assim sendo, o cirurgião também deve reconstruir a válvula nasal durante o procedimento estético.

 

As válvulas nasais podem ser reconstruídas e esse procedimento geralmente é feito através de enxertos com cartilagens septais, auriculares ou costais, visando dar um maior suporte para a válvula nasal que tenha apontado insuficiência.

 

CUIDADOS NECESSÁRIOS

 

Basicamente, é possível dizer que o cirurgião que opta por seguir uma linha de refinamento, restruturação e naturalidade que, sobretudo, preze pela funcionalidade nasal, dificilmente colocará em risco o bom funcionamento das válvulas nasais.

 

De todo modo, é preciso reiterar a importância de respeitar os limites do próprio organismo do paciente, evitando alterações radicais nas estruturas interna e externa do nariz.

 

 

Saiba como encontrar um bom cirurgião .

 

Dr. Ricardo Ferri – Otorrinolaringologista e Rinoplastia – CRMGO 9674 / RQE 4573

www.instagram.com/dr.ricardoferri

Compartilhe:

Dr Ferri

“A arte da rinoplastia não recai unicamente na maestria da técnica, mas também, e sobretudo, na habilidade de compreender os objetivos e as motivações de cada paciente.” – Dr. Ricardo Ferri

Saiba mais

Leia sobre

Assine nossa newsletter

    Receba novidades sobre o segmento e seja notificado sobre novidades. Não se preocupe, não enviaremos nenhum Spam.

    Entre em contato








      ricardoferri@ricardoferri.com.br

       

      +55 11 62 3924 1300     +55 11 9 8179 2388

       

      Ed. New York Square Av. 136, 797 – Ala B – Cj.

      1105 – Setor Sul Goiânia – GO – CEP 74093-250

      Copyright 2022 - DR Ricardo Ferri – Todos os direitos reservados