Ed. New York Square Av. 136, 797

Ala B - Cj. 1105 – Setor Sul Goiânia - GO

Rinite e pós-operatório de Rinoplastia – Informações importantes!

A condição em que as mucosas nasais se encontram inflamadas recebe o nome de rinite e atinge cerca de 30 a 40% da população mundial.

O fato de conviver com este diagnóstico não é um impeditivo para a realização de uma rinoplastia, mas o paciente precisa tomar alguns cuidados, principalmente no pós-operatório da cirurgia de nariz.

 

Continue a leitura deste artigo e veja informações e orientações importantes pra você que tem rinite, mas não quer deixar de operar seu nariz.

 

ENTENDENDO A RINITE

 

Os espirros sucessivos, coriza líquida e abundante, coceira na região do nariz, dos olhos, garganta e ouvidos, congestão nasal, alteração no paladar e no olfato, olhos avermelhados e irritados são os sintomas pelos quais a rinite se manifesta.

 

O diagnóstico nada mais é do que uma inflamação das mucosas nasais, seja qual for a causa.

 

É comum que as crises repetidas de rinite alérgica desencadeiem outras complicações e infecções como: sinusite, amigdalite, faringite e otite.

 

Por ser uma das consequências da alergia respiratória, os fatores que a desencadeiam ou podem agravá-la são, basicamente:

  • Ácaros e poeira doméstica
  • Fungos
  • Pelos de animais
  • Pólens

 

Infelizmente, a rinite não tem cura. No entanto, é possível controlar os quadros e sua incidência. Geralmente, o tratamento se baseia no controle dos fatores desencadeantes do quadro e, em alguns casos, a imunoterapia também é indicada.

 

Mas, qual a relação do diagnóstico de rinite com a rinoplastia?

 

RINITE X RINOPLASTIA

 

Como dito anteriormente, a rinite ou qualquer outra alergia do trato respiratório não são contraindicativos para a realização de uma rinoplastia, a não ser que estejam em períodos agudos do quadro.

 

Isso porque os fatores que desencadeiam esse tipo de processo não envolvem a anatomia nasal em si, mas sim a hipersensibilidade do paciente quando em contato com fatores externos.

 

Ou seja, a cirurgia de nariz também não é indicada como tratamento de rinite.

 

Por outro lado, o cirurgião precisa ter ciência do diagnóstico, logo na primeira consulta, para que possa orientar o paciente sobre alguns cuidados especiais e tratamento medicamentoso, no pré e, em alguns casos, também no pós-operatório da rinoplastia.

 

PRINCIPAIS ORIENTAÇÕES

 

O controle da rinite é fundamental para a realização da rinoplastia.

Os espirros frequentes e a própria inflamação das mucosas nasais podem formar novos edemas e prejudicar o resultado final do procedimento.

 

Para estes pacientes, a lavagem com soro nasal no pós-operatório é mais do que obrigatória, justamente para evitar acúmulo de pó e sujeira ou outros fatores desencadeantes do quadro agudo da rinite.

 

Em alguns casos, o tratamento com imunoterapia pode ser intensificado durante a cicatrização do nariz, mesmo com o uso dos medicamentos prescritos para este período de pós-operatório.

 

 

Dr. Ricardo Ferri – Otorrinolaringologista e Rinoplastia – CRMGO 9674 / RQE 4573

www.instagram.com/dr.ricardoferri

Compartilhe:

Dr Ferri

“A arte da rinoplastia não recai unicamente na maestria da técnica, mas também, e sobretudo, na habilidade de compreender os objetivos e as motivações de cada paciente.” – Dr. Ricardo Ferri

Saiba mais

Leia sobre

Assine nossa newsletter

    Receba novidades sobre o segmento e seja notificado sobre novidades. Não se preocupe, não enviaremos nenhum Spam.

    Entre em contato








      ricardoferri@ricardoferri.com.br

       

      +55 11 62 3924 1300     +55 11 9 8179 2388

       

      Ed. New York Square Av. 136, 797 – Ala B – Cj.

      1105 – Setor Sul Goiânia – GO – CEP 74093-250

      Copyright 2022 - DR Ricardo Ferri – Todos os direitos reservados