Ed. New York Square Av. 136, 797

Ala B - Cj. 1105 – Setor Sul Goiânia - GO

Rinoplastia Estruturada X Rinoplastia Preservadora

Mesmo que não exista um consenso de que uma técnica cirúrgica é melhor que a outra, é importante entender suas principais diferenças e indicações.

 

Neste artigo você poderá conferir as principais informações sobre duas das técnicas mais utilizadas na rinoplastia: preservadora e estruturada.

 

RINOPLASTIA ESTRUTURADA

 

A técnica consiste no uso de cartilagens do próprio paciente para dar mais estruturação para um nariz mais refinados e naturais.

 

COMO É REALIZADA?

Utilizando fragmentos de cartilagem retiradas do septo nasal, orelha ou costela do paciente, o cirurgião refaz a estrutura nasal, respeitando o planejamento cirúrgico estabelecido para a correção desejada.

As suturas estratégicas também são realizadas, visando melhor sustentação, principalmente, na ponta nasal.

 

PARA QUEM É INDICADA?

A rinoplastia estruturada é indicada para pacientes que precisam de enxertos ósseos e cartilaginosos para a realização das alterações na estrutura nasal.

Geralmente, a técnica estruturada é utilizada em rinoplastias que envolvam desvio de septo, aumento de dorso e correção importante de ponta nasal, bem como as rinoplastias secundárias.

 

 

RINOPLASTIA PRESERVADORA

 

A técnica surgiu a partir de um estudo minucioso da estrutura nasal. A proposta é a de conservar ligamentos e tecidos, sem comprometer resultados naturais, satisfatórios e duradouros.

 

COMO É REALIZADA?

Equipamentos de ponta, como o piezotome, permitem que as alterações sejam feitas com o mínimo de trauma para a estrutura nasal. Nesta técnica, evita-se o uso exagerado de ressecções e enxertos, o que torna a cirurgia menos invasiva.

 

PARA QUEM É INDICADA?

Os narizes que possuem sua estrutura intacta são os principais candidatos para essa técnica. As rinoplastias secundárias, no entanto, também tem o seu espaço para que a técnica seja empregada – já que o cirurgião pode optar por fazer as alterações necessárias com métodos menos invasivos.

 

QUAL DELAS É MAIS REALIZADA?

 

Atualmente a técnica híbrida tem sido utilizada em grande parte dos casos, já que a rinoplastia preservadora é, na verdade, uma filosofia cirúrgica, que visa evitar exageros nas alterações propostas.

Ou seja, ainda que um nariz demande utilização de enxertos para sua nova estrutura, toda a cirurgia será realizada pensando em preservar ao máximo a estrutura original do nariz.

O mais importante, em se tratando de técnicas cirúrgicas de rinoplastia, é entender a proposta de cada uma delas e discutir com o cirurgião qual delas é a mais indicada para o seu caso.

 

 

Dr. Ricardo Ferri – Otorrinolaringologista e Rinoplastia – CRMGO 9674 / RQE 4573

www.instagram.com/dr.ricardoferri

Compartilhe:

Dr Ferri

“A arte da rinoplastia não recai unicamente na maestria da técnica, mas também, e sobretudo, na habilidade de compreender os objetivos e as motivações de cada paciente.” – Dr. Ricardo Ferri

Saiba mais

Leia sobre

Assine nossa newsletter

    Receba novidades sobre o segmento e seja notificado sobre novidades. Não se preocupe, não enviaremos nenhum Spam.

    Entre em contato








      ricardoferri@ricardoferri.com.br

       

      +55 11 62 3924 1300     +55 11 9 8179 2388

       

      Ed. New York Square Av. 136, 797 – Ala B – Cj.

      1105 – Setor Sul Goiânia – GO – CEP 74093-250

      Copyright 2022 - DR Ricardo Ferri – Todos os direitos reservados