Ed. New York Square Av. 136, 797

Ala B - Cj. 1105 – Setor Sul Goiânia - GO

Simulação da Rinoplastia – tudo o que você precisa saber

“Doutor, como vai ficar meu nariz?”

Essa é uma das perguntas mais ouvidas por um cirurgião especialista em rinoplastia. Todo mundo quer ter uma noção de como o nariz vai ficar depois de aproximadamente um ano da cirurgia.

 

A verdade é que um bom cirurgião não pode prometer resultados. Mas é possível mostrar, por meio de simulação em fotos e programas específicos, como o nariz deve ficar depois do procedimento. Trata-se de um resultado aproximado, e não uma promessa. Isso deve ficar muito claro para o paciente!

 

Continue a leitura deste artigo e entenda:

– Quando a simulação entrou no processo da rinoplastia

– Como ela é feita e o que pode mostrar

– Sua importância no planejamento cirúrgico

 

QUANDO A SIMULAÇÃO ENTROU NA HISTÓRIA DA RINOPLASTIA

 

simulação digital durante a primeira consulta de rinoplastia não é uma novidade, apesar de ser uma prática recente.

Desde o final de 2018, os cirurgiões perceberam que o alinhamento das expectativas pode ser facilitado se o paciente tiver noção de como vai ficar o nariz. Isso leva em consideração as suas queixas atuais, os desejos e as reais possibilidades de alteração suportadas pelo organismo.

 

Desde então, já na primeira consulta, o paciente pode ter a devida noção das mudanças que serão realizadas.

 

COMO É FEITA A SIMULAÇÃO DA RINOPLASTIA

 

Para que a simulação digital seja realizada, o cirurgião precisa tirar uma foto do paciente, no momento da avaliação, depois de ouvir e analisar as queixas estéticas e funcionais trazidas pelo paciente.

 

A partir daí, a imagem é colocada no computador e exportada para um programa de edição, que permite moldar possibilidades de resultados harmônicos e viáveis para cada caso avaliado.

 

As alterações computadorizadas são realizadas, principalmente, na foto em que o paciente está de perfil e podem mostrar:

 

– A retirada da giba nasal e outras alterações no dorso

– Alterações na ponta do nariz

 

A simulação realizada na foto em que o paciente se encontra de frente pode mostrar, mais sutilmente, alterações na largura das asas nasais. Assim, é possível construir uma boa previsibilidade do resultado pretendido.

 

 

A SIMULAÇÃO É FUNDAMENTAL

 

Essa simulação é fundamental para todo o planejamento cirúrgico e para o alinhamento das expectativas do paciente, frente às reais possibilidades de manejo, dentro da cirurgia.

 

Dessa forma, cirurgião e paciente conversam abertamente sobre a inviabilidade de alterações radicais e suas consequências para o equilíbrio facial e para o próprio formato do nariz.

 

É importante ressaltar mais uma vez que esse tipo de simulação não pode – e não deve – configurar uma promessa de resultado. Isso porque o procedimento, como um todo, envolve pequenos detalhes tanto intracirúrgicos, como do pós-operatório, que poderão interferir no resultado visto através do computador, na primeira consulta.

 

 

Saiba como encontrar um bom cirurgião clicando aqui.

 

Dr. Ricardo Ferri – Otorrinolaringologista e Rinoplastia – CRMGO 9674 / RQE 4573

www.instagram.com/dr.ricardoferri

Compartilhe:

Dr Ferri

“A arte da rinoplastia não recai unicamente na maestria da técnica, mas também, e sobretudo, na habilidade de compreender os objetivos e as motivações de cada paciente.” – Dr. Ricardo Ferri

Saiba mais

Leia sobre

Assine nossa newsletter

    Receba novidades sobre o segmento e seja notificado sobre novidades. Não se preocupe, não enviaremos nenhum Spam.

    Entre em contato








      ricardoferri@ricardoferri.com.br

       

      +55 11 62 3924 1300     +55 11 9 8179 2388

       

      Ed. New York Square Av. 136, 797 – Ala B – Cj.

      1105 – Setor Sul Goiânia – GO – CEP 74093-250

      Copyright 2022 - DR Ricardo Ferri – Todos os direitos reservados