Ed. New York Square Av. 136, 797

Ala B - Cj. 1105 – Setor Sul Goiânia - GO

Nariz de ponta caída – o que você precisa saber?

 

 

Já se sabe que cada tipo de nariz possui suas próprias características, seguindo também os traços e formatos do rosto.

No artigo de hoje, vamos nos debruçar sobre uma queixa comum em pacientes que possuem o nariz romano ou adunco: a ponta caída.

Todo nariz é composto por osso e camadas de cartilagem em uma forma piramidal. O septo, o dorso e a ponta nasal são formados por uma estrutura de cartilagem hialina e, tecnicamente, são essas estruturas que podem ser alteradas na rinoplastia.

A ponta nasal é uma estrutura delicada e frágil, de pequenas dimensões, que influencia muito na proporção do nariz e, consequentemente, na harmonia facial.

O nariz de ponta caída traz um semblante cansado, envelhecido e triste aos pacientes, e essa é uma das queixas mais ouvidas, no consultório, de pacientes com nariz romano ou adunco – principais tipos de nariz que apresentam essa característica.

 

 

CARACTERÍSTICAS

O ângulo ideal formado entre o lábio e a ponta nasal é entre 95 e 100 graus, para homens, e entre 110 e 120 graus para mulheres. Quando essa angulação é menor do que a indicada pelos parâmetros de análise e medidas faciais, a ponta do nariz pode ser considerada uma ponta caída.

A ponta nasal, na maioria das vezes, é caída por falta de sustentação das cartilagens alares inferiores ou em virtude da conexão do septo com a columela não ser boa.

Normalmente essa característica é evidenciada quando o paciente sorri, devido a ação do músculo depressor da ponta do nariz. Quando esse músculo é hiperfuncionante, hipertônico ou encurtado, acaba abaixando a ponta nasal durante o sorriso, dando ao nariz a aparência de um “bico de falcão”.

O tempo e a idade do paciente também podem influenciar essa característica, uma vez que a estrutura cartilaginosa também sofre desgaste com o passar dos anos, favorecendo a queda da ponta nasal.

Dependendo do grau de angulação da queda da ponta, em alguns pacientes esta característica pode influenciar na função nasal, aumentando e dificultando o trajeto de entrada do ar.

 

COMO É A RINOPLASTIA NESSES CASOS?

As técnicas para manejo da ponta nasal são inúmeras e são definidas de acordo com a necessidade do paciente.

Em geral, a rinoplastia para os casos de ponta caída visa o fortalecimento da estrutura da ponta nasal através de enxertos e suturas, reajustando a angulação, preservando ao máximo a naturalidade dos traços.

Na maioria dos casos, a ruptura da ligação existente entre o lábio e superior e a ponta nasal é necessária, melhorando a aparência até mesmo do sorriso gengival.

O levantamento da ponta nasal também pode ser feito através da rinomodelação – preenchimento com ácido hialurônico – que pode ajudar nos casos em que a queda da ponta é sutil. No entanto, é necessário avaliar cada caso, visto que uma rinoplastia pode ir além da correção da ponta nasal, se atentando também a outras necessidades da região nasal.

 

RESULTADO

​Como a ponta do nariz exerce grande influência na feição do paciente, o resultado é rapidamente notado após a rinoplastia que, por sua vez, pode entregar um nariz mais levantado e harmonizado com a face.

É preciso lembrar que o cirurgião deve esclarecer ao candidato as possibilidades reais e as técnicas existentes para que a queixa seja amenizada. A preservação da naturalidade dos traços étnicos e das estruturas faciais deve ser prioridade, bem como a correção de possíveis problemas funcionais.

 

Dr. Ricardo Ferri – Otorrinolaringologista e Rinoplastia – CRMGO 9674 / RQE 4573

www.instagram.com/dr.ricardoferri

 

Compartilhe:

Dr Ferri

“A arte da rinoplastia não recai unicamente na maestria da técnica, mas também, e sobretudo, na habilidade de compreender os objetivos e as motivações de cada paciente.” – Dr. Ricardo Ferri

Saiba mais

Leia sobre

Assine nossa newsletter

    Receba novidades sobre o segmento e seja notificado sobre novidades. Não se preocupe, não enviaremos nenhum Spam.

    Entre em contato








      ricardoferri@ricardoferri.com.br

       

      +55 11 62 3924 1300     +55 11 9 8179 2388

       

      Ed. New York Square Av. 136, 797 – Ala B – Cj.

      1105 – Setor Sul Goiânia – GO – CEP 74093-250

      Copyright 2022 - DR Ricardo Ferri – Todos os direitos reservados