Ed. New York Square Av. 136, 797

Ala B - Cj. 1105 – Setor Sul Goiânia - GO

Confira as oito etapas da Rinoplastia

 

 

A procura por cirurgias de Rinoplastia, seja para correção de problemas funcionais ou relacionados à harmonia do rosto, tem sido cada vez mais frequente no Brasil. O procedimento está no ranking das cirurgias mais realizadas no país. Não é à toa que a busca por conteúdo e informação relacionados ao tema tem ocupado posição de destaque nos mecanismos de pesquisa do Google.

 

Quem acompanha o nosso blog sabe que, a cada semana, trabalhamos uma temática relacionada à Rinoplastia, para que possamos extrair o máximo de conteúdo que aquele assunto oferece. Mas, de forma geral, você sabe quais são as etapas que envolvem o procedimento da Rinoplastia?

 

Se engana quem pensa que tudo começa no pré-operatório e termina no pós- operatório. São várias etapas, algumas subjetivas, que devem ser consideradas durante o processo. Para esclarecer cada uma das fases, resumimos, neste artigo, as oito etapas da Rinoplastia.

 

Cabe salientar que essa divisão é de cunho informativo, e não científico. O nosso objetivo é facilitar o entendimento do cidadão comum, candidato à Rinoplastia, sobre os processos que ele(a) terá de enfrentar até chegar ao resultado final. Vamos conferir cada uma delas?

 

1- Queixas e incômodos que se arrastam ou aumentam com o passar dos anos

 

As queixas do paciente podem ser entendidas de três formas: relacionadas à estética; relacionadas a problemas respiratórios; ou as duas formas juntas.

 

Quando se trata de estética, geralmente, tudo começa com uma percepção sutil por parte do paciente. Um pequeno incômodo ao se olhar no espelho e a ideia de que o formato do nariz não combina com o restante do rosto. A tendência é que este incômodo se arraste ou até mesmo aumente com o passar dos anos.

 

Quando algo relacionado à funcionalidade nasal não vai bem, as queixas geralmente são: obstrução nasal ao se deitar, boca ressecada e garganta seca ao acordar, capacidade respiratória diminuída durante atividades físicas, rinites e sinusites recorrentes, sensação de que um lado do nariz não funciona, ronco ou respiração barulhenta.

 

Também pode ocorrer do paciente sentir as duas coisas: queixas relacionadas à capacidade respiratória e, ainda, insatisfação em relação ao formato do nariz. Confira mais sobre essa etapa clicando neste artigo.

 

2- O desejo da rinoplastia versus a real necessidade

 

Em muitos casos, a Rinoplastia é a intervenção mais recomendada, mas isso não é regra. Existem situações em que a cirurgia não é necessária ou não é capaz de solucionar o problema, como é o caso das alergias respiratórias e outras doenças crônicas.

 

Também é importante alinhar a expectativa do paciente com a realidade. Existem pacientes que buscam o “nariz dos sonhos”, geralmente inspirados em pessoas famosas e celebridades. Porém, é importante salientar que o bom cirurgião deve prezar pela naturalidade do resultado e a individualidade de cada paciente. Saiba mais sobre essa etapa clicando neste artigo.

 

3 – A procura pelo bom cirurgião

 

A resposta depende de um conjunto de fatores. O primeiro passo é pesquisar sobre o procedimento: como ele é feito, indicação, etc. (fique à vontade para vasculhar o nosso blog clicando aqui). Feito isso, procure por indicações de pessoas do seu círculo de amizade que já tenham passado pela Rinoplastia.

 

Depois, pesquise pelo currículo dos profissionais. Você deve checar a validação do CRM do médico e a sua conduta profissional. Pesquise na internet se existem menções negativas sobre o cirurgião. A presença acadêmica do profissional também conta pontos. Confira outras dicas neste artigo completo sobre o tema.

 

4 – O que esperar da primeira consulta

 

A primeira consulta servirá para que o médico conheça o paciente e vice-versa. O profissional deve perguntar as motivações do paciente que o levaram a agendar uma consulta. Também é o momento de o candidato à Rinoplastia esclarecer todas as suas dúvidas relacionadas ao procedimento. Não tenha receio ou vergonha: esclareça todas as suas dúvidas.

 

Também é na primeira consulta que o médico avalia o paciente e define se a cirurgia é realmente necessária ou não. Ele irá levar em conta diversos fatores, como:

 

 

5 – O tempo de espera entre a primeira consulta e a cirurgia

 

Isso depende de uma série de fatores. No que diz respeito ao paciente, o tempo de espera varia de acordo com a realização e entrega dos exames; o preparo pré- operatório indicado pelo médico; e a disponibilidade de datas para operar e ficar de repouso.

 

No que diz respeito ao médico, o tempo de espera depende da agenda do profissional. Como muitas pessoas optam por passar pelo procedimento em meses de férias, como julho e janeiro, essa espera pode levar de semanas até meses.

 

6 – O pré-operatório

 

O pré-operatório começa com a realização de exames, alguns obrigatórios e outros facultativos, cuja indicação depende da avaliação feita pelo médico. Com os exames em mãos, o paciente volta ao consultório para que a cirurgia seja planejada. Cabe ao cirurgião explicar, de forma clara, como se dará o procedimento, para que o candidato saiba exatamente o que será feito e como será feito. Por fim, é importante que o paciente tome os cuidados necessários indicados pelo cirurgião.

 

Confira os exames que podem ser solicitados e os principais cuidados pré operatórios clicando neste artigo.

 

7 – O pós-operatório

 

O pós-operatório imediato de uma rinoplastia costuma ser tranquilo. O paciente fica em média de seis a oito horas internado e, nesse período, recebe os cuidados necessários da equipe médica e de enfermagem para que os eventuais desconfortos sejam amenizados.

 

Confira quais são os desconfortos iniciais, os medicamentos, o que deve ser evitado e os principais cuidados clicando neste artigo.

 

8 – Resultado Definitivo

 

Nas primeiras horas após a cirurgia ainda não será possível ver o resultado. Isso porque ele acontece por etapas.

 

Entre dois e três meses após a cirurgia, o resultado em perfil já pode ser percebido. No entanto, a definição da ponta e o resultado final podem demorar de seis meses a um ano, a depender do tipo de pele de cada paciente e de cada caso.

 

O ideal, portanto, é controlar a ansiedade. É importante que o paciente siga todas as recomendações pós-cirúrgicas para um resultado satisfatório.

 

 

Dr. Ricardo Ferri – Otorrinolaringologista e Rinoplastia – CRMGO 9674 / RQE 4573

Compartilhe:

Dr Ferri

“A arte da rinoplastia não recai unicamente na maestria da técnica, mas também, e sobretudo, na habilidade de compreender os objetivos e as motivações de cada paciente.” – Dr. Ricardo Ferri

Saiba mais

Leia sobre

Assine nossa newsletter

    Receba novidades sobre o segmento e seja notificado sobre novidades. Não se preocupe, não enviaremos nenhum Spam.

    Entre em contato








      ricardoferri@ricardoferri.com.br

       

      +55 11 62 3924 1300     +55 11 9 8179 2388

       

      Ed. New York Square Av. 136, 797 – Ala B – Cj.

      1105 – Setor Sul Goiânia – GO – CEP 74093-250

      Copyright 2022 - DR Ricardo Ferri – Todos os direitos reservados